domingo, 22 de outubro de 2084

Professor

     "Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais." 

Rubem Alves

sábado, 24 de setembro de 2016

"Autumn of my life", Bobby Goldsboro


     Para celebrar (tardiamente) a chegada de mais um outono, este tema de 1968, que nada tem a ver com estações do ano.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

"O português como língua de Camões é um mito"

     Em 735 adjetivos usados por Luís de Camões n'Os Lusíadas, apenas um é uma criação nova do poeta, uma estreia na história da língua portuguesa. É a palavra "insofrido", que significa "impaciente".
     Esta contabilidade foi feita pelo linguísta Fernando Venâncio, que hoje apresenta alguns resultados da sua investigação dedicada àquela que será a primeira história do léxico português numa aula do curso de Estudos Camonianos da Universidade Nova de Lisboa, às 18h. "A primeira descoberta é que Camões inovou muito pouco", explica numa entrevista feita por telefone e email a partir de Amesterdão, onde é investigador na universidade.
     "O uso que Camões faz do léxico exclusivo português já conhecido é extremamente moderado e, mais do que tudo, as exclusividades portuguesas introduzidas pela sua obra foram residuais. Dir-se-ia que Camões não acreditou numa língua portuguesa de perfil autónomo."
     Sem ser n'Os Lusíadas, Fernando Venâncio encontrou apenas outro adjetivo novo de origem autóctone na lírica camoniana, desta vez "famulento", que significa "faminto".
     Já as criações castelhanas estreadas naquele poema épico, publicado em 1572, são cinco (e estamos a contar sempre só adjetivos, palavras normalmente utilizadas para testar a inovação numa língua): "alvoroçado", "disfarçado", "enamorado", "rebelde" e "sotoposto".
     Depois foram ainda enumerados os adjetivos latinos exclusivos do português, que atingem o número de treze ("abominoso", "cintilante", "celso", "fulvo", "humílimo", "longínquo", "piscoso", "crástino", "equório", "estelante", "frondente", "inconcesso", "prisco"). Entre estes, só dois - "longínquo" e "cintilante" - são realmente importantes, "o resto é extravagante e os adjetivos não voltam praticamente a ser usados".
     Mas os adjetivos latinos já correntes em castelhano estreados por esta obra-prima da literatura renascentista europeia, que conta em verso a descoberta do caminho marítimo para a Índia por Vasco da Gama, sobem até aos 54: "

A ilegalidade das aulas de apoio

     O SPN (Sindicato dos Professores do Norte) produziu um esclarecimento sobre reuniões e apoios educativos.
     O que se pode concluir desse esclarecimento é que muitas escolas / muitos agrupamentos constroem o horário dos seus docentes em nítida irregularidade. É o caso do agrupamento em que trabalhamos. De facto, maioritariamente, os apoios educativos prestados a grupos de alunos foram colocados como componente não letiva, quando, de acordo com o ponto 3 do artigo 82.º, alínea m), do ECD, os mesmos deveriam ser inscritos na componente letiva.

     O esclarecimento  encontra.-se devidamente escalpelizado no ComRegras, mais concretamente aqui: »»».

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A expressão "calendas gregas"

     A expressão "para as calendas gregas" (ex.: "Fulano adiou a decisão para as calendas gregas.") significa «nunca», «em tempo algum».

     A sua origem está relacionada com um dito espirituoso do imperador romano Augusto, no qual terá feito uso da expressão latina "ad calendas graecas".
     Com efeito, os Romanos dividiam os meses do ano em calendas, nonas e idos. Estes últimos correspondiam ao dia 1 dos meses de março, maio, julho e outubro e ao dia 13 nos outros meses. Por seu turno, as nonas eram o sétimo dia dos meses de março, maio, julho e outubro e o quinto dia nos restantes meses. Quanto às calendas, eram o primeiro dia de cada mês. Sucede que os Gregos não possuíam, no seu calendário, as calendas. Daí que Augusto quisesse significar, com a sua frase, «Nunca».

Fonte:
          Orlando Neves, Dicionário de Expressões Correntes

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

"Concerto" vs "conserto"

     É bastante frequente encontrar falantes que confundem o uso destas palavras.

     Antes de mais, convém atentar nas diferenças entre os seguintes vocábulos:
  • concerto (/concérto/: forma do verbo "concertar" no presente do indicativo;
  • Eu concerto as medidas disciplinares com o diretor de turma.
  • conserto(/consérto/): forma do verbo "consertar" no presente do indicativo;
  • Eu conserto a roda da bicicleta.
  • concerto (/concêrto/): nome que significa "sessão musical";
  • Assisti ao concerto dos A-ha.
  • conserto (/consêrto/): nome que significa "reparação";
  • Fiz um conserto na máquina de lavar a roupa.


     Em suma:

               a) concertar: ajustar, combinar, contratar;

               b) consertar: reparar, restaurar, arranjar.

"Mais bem" ou "melhor"?

     A locução adverbial "mais bem" é usada:

          a) quando o advérbio «bem» intensifica um particípio passado ou adjetivo
               verbal:
                    - Este texto está mais bem escrito do que o outro.
                    - O muro do Tom Sawyer está mais bem pintado do que o do Huck.
                    - O comportamento dos alunos tem de ser mais bem controlado.

     O advérbio "melhor" utiliza-se:

          b) quando surge isoladamente:
                    - Pensando melhor, vou dar positiva a todos os alunos.

          c) quando modifica a ação de um verbo:
                    - Eça escrevia melhor do que Jorge Jesus.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Mobilidade por Doença


Roubada aqui.
     4160 professores colocados na mobilidade por doença.

     Com algumas exceções, estes professores foram colocados em escolas / agrupamentos que não dispõem de horários letivos para lhes atribuir, pelo que desempenharão outras tarefas que, por mais úteis que possam ser, não correspondem à sua função primordial.

     Pelo que se vai sabendo, há inúmeros casos de «abuso», para não chamar fraude. Urge fiscalizar este mecanismo. Urge... urgentemente.

sábado, 10 de setembro de 2016

Plano de tutoria


     Agora que as tutorias estilo tudo ao molho e fé em Deus vão entrar em vigor, aqui fica um exemplar de um plano de tutoria, elabora na EB 2/3 de Perafita.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Pôr do sol



     Final do dia visto a partir da ermida da Senhora do Castelo, em Mangualde.

50 anos de "Star Trek"



    A 8 de setembro de 1966, foi para o ar o primeiro episódio da série original Star Trek.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...